Pedala Manaus

V Desafio Intermodal - Pedala Manaus


A Semana da Mobilidade tem agitado a cidade - a vista dos mais atentos. E no dia 25 de setembro, Manaus aceitou o desafio de realizar o V Desafio Intermodal !
Desafiantes não faltaram. Pedestres, skates, patins, carro, moto, ônibus, táxi, e as nossas já famosas bicicletas estavam presentes.
Este ano, Manaus recebeu desafiantes novos. Foi o caso da bicicleta elétrica que parece ter vindo pra ficar.

O Bura Pedalar [BP] esteve presente a ocasião ( de bike, claro! ) e pôde acompanhar o percurso de alguns dos participantes.



O DESAFIO não é uma competição, pois o que se analisa não é simplesmente quem chega primeiro. Antes, durante e depois do percurso é analisado em relatório o custo-benefício de cada modal (quanto tempo levou, as despesas, emissão de poluição, entre outras características).
O desafio prioriza a mobilidade sustentável, aquela onde você utiliza um meio de transporte bom, saudável e que, em mais alto nível, beneficia as pessoas e o meio ambiente.

Todos os desafiantes iniciaram o percurso a pé, partindo da UFAM, e seguiram viagem nos seus respectivos meios de transporte.

Diferente do ano passado, o desafio desta vez quase não possuía áreas planas (haja ladeira aos participantes!). Isso deve ter influenciado em muito as decisões de percurso para cada desafiante - o trajeto era de escolha pessoal, apenas a origem/destino e o respeito as leis de trânsito eram regras claras a serem seguidas.

Acompanhamos alguns que optaram por um trajeto mais seguro, por dentro dos bairros, longe da vista dos grandes veículos.
Ao passo que os desafiantes iam tomando distancia uns dos outros, era nítido o contraste de respeito entre os modais. Enquanto a bicicleta recebia uma "certa medida" de atenção dos motoristas, acontecia o contrário com os skatistas e o patinador (que também dependem da rua para se locomover mais facilmente). Os menores eram cada vez mais ignorados pelos veículos. Em determinados trechos, os skatistas precisaram descer de seu meio de transporte e caminhar na calçada. Afirmaram que em alguns momentos se sentiram inseguros pois alguns veículos grandes (como ônibus) tiravam algumas "finas" deles - ignorando o direito deles de compartilharem a via.


No meu caso (que estava de bike), notei uma atenção maior dos veículos maiores. Destaco aqui algumas observações que contribuíram com minha segurança ao percorrer o mesmo trajeto:

- SINALIZEI, com gestos e sons, minhas intenções durante todo o percurso. Dessa forma, quem estivesse no trânsito saberia para onde eu iria seguir ou dobrar, dando a eles tempo e espaço para reagirem e se distanciarem de mim. 

- Usei APITO em certos trechos. Ao ultrapassar veículos (em movimento ou parados) procurei apitar informando assim a minha presença (muitos deixavam evidente seu olhar de surpresa ao me avistarem - não haviam notado minha presença antes). Em cruzamentos, mesmo a preferência sendo minha, a campainha (ou apito) auxiliaram no respeito e atenção dada pelos veículos maiores. A maioria parou e respeitou o direito que a lei concede.

- Usei SINALIZADORES LUMINOSOS e outros ACESSÓRIOS de segurança. Chamar atenção no trânsito é importante, principalmente para os meios de transporte mais frágeis.

- Todos utilizaram CAPACETE (por segurança)


Após percorrerem uma média de 7km todos eram aguardados no UAI Shopping São José.
Para surpresa de muitos, eis que o primeiro desafiante a surgir foi Jorge Aguirre em sua bicicleta elétrica. Visivelmente contente e surpreso com o resultado, Jorge mencionou que, apesar da bicicleta ser elétrica, precisou também aplicar uma força nos pedais em certos trechos. Mas, nas ladeiras, era só aproveitar o embalo.


Segundo o ciclista elétrico, ele achava que a bicicleta (não motorizada) ganharia em primeiro. Para ele, o resultado saiu diferente do esperado "devido a escolha de percurso feita pelos outros participantes", a escolha feita por ele mostrou ser a mais eficiente. O [BP] também notou que alguns enfrentaram dificuldades no percurso até mesmo dentro dos bairros - onde deveria ser até mais fácil trafegar.


Enfim, independente da colocação dos modais, o desafio rendeu um bom relatório.
E o melhor de tudo, ficou claro que a cidade possui diversos meios de transporte eficientes - fazendo escolhas corretas para cada dia e percurso.
Se você deseja ir ao trabalho e, ao mesmo tempo, contribuir com o meio ambiente sem chegar derretendo devido o clima, que tal experimentar uma bicicleta elétrica?
Como mencionado por Claudia de Oliveira, a bike elétrica lhe permite experimentar o mesmo vento no rosto e a sensação de liberdade das outras bicicletas!

Se vai na padaria, próximo de casa, experimente o hábito saudável de ir a pé, de skate ou patinando.

Se pretende ir mais longe, use ônibus, táxi e moto de vez em quando.

Na hora do Rush, muita gente vai de bicicleta! Na ultima semana, [BP] foi verificar como algumas pessoas tem utilizado a bicicleta em algumas das principais ruas de Manaus. Começamos 17h na Recife e, em 5 minutos, já havia sido registrado 8 ciclistas. Seguimos para a Av. Boulevard Álvaro Maia e, das 17h10m até as 17h20m já havia mais de 12 ciclistas registrados. [foto] As horas seguintes foi só alegria !!!


[BP] ousa dizer que o V DESAFIO INTERMODAL foi um sucesso ! Estamos ansiosos para observar as surpresas que o próximo ano nos reserva e, quem sabe, desfrutar de melhorias que beneficie cada modal e, como sonhar não custa caro, com a nossa preferida ( a magrela ) sendo beneficiada com ciclorrotas, ciclofaixas e ciclovias durante o percurso.


Parabéns a todos os desafiantes e colaboradores.
Parabéns Pedala Manaus por mais essa iniciativa.

Cicloabraços a todos !

- Vou ali... de bike, claro ! Porque pedalar faz bem.

______________________________________
Fotografias de Isaac Ferreira / Mariléia Seixas

Categoria

  • (1)
  • (10)
  • (15)
  • (3)
  • (1)
  • (10)
  • (4)
  • (2)
  • (4)
  • (3)
  • (2)
  • (1)
  • (2)
  • (7)
  • (10)
  • (10)
  • (1)
  • (2)
  • (5)