Pedala Manaus

Direita, calçada e contramão!

Esta semana saí de casa com o objetivo de fazer um registro de possíveis lugares para se pedalar em família. Porém, mal havia começado minha busca quando observei um hábito comum nas cidades...

» Pessoas pedalando na contramão.
Nos 15 primeiros minutos de pedal já havia contado 5 ciclistas na contramão. Depois que cheguei na Av. das Torres encontrei o primeiro ciclista pedalando a direita da pista e no sentido correto da via. A vontade que eu tinha era de para-lo no meio do seu trajeto, abraça-lo e pedir um autógrafo. Aquele rapaz era um ciclista em extinção naquele horário!!! Pois bem, me contive, e tirei uma foto do bom exemplo do rapaz (foto no topo deste post).
Seguindo viagem, as ruas passaram a ficar mais largas e com grandes calçadas. Foi aí que reparei que muitos ciclistas haviam criado suas próprias ciclovias, as calçadas!

Direita livre e dois ciclistas pedalando na calçada.
Diminuí o ritmo da viagem e passei a conversar com alguns dos ciclistas e a perguntar:
"O que acha de pedalarmos na rua?"
A resposta era sempre:
"É muito perigoso!"

É fato, no Brasil, que os ciclistas perderam seu espaço para os carros. Manaus não foge a regra. Mas esse problema vem sendo trabalhado com informação e comunicação entre ambas as partes: motoristas e ciclistas.

Foi então que encontrei no meio da viagem o Marco Rocha (foto). Muito simpático, ele estava começando a desbravar Manaus em sua bicicleta. Muito bem equipado, possuía o mesmo receio dos demais: deixar a segurança da calçada e encarar a rua! Aproveitei e acompanhei-o até parte de seu passeio. No caminho, aproveitei e fiz o convite: experimente pedalar nas ruas, mas com segurança! rsrs...

"SEGURANÇA NAS RUAS?"

Sim! Manaus ainda não é segura para as bikes mas, pedalando nas ruas da cidade, você pode ter certa medida de segurança quando se tem conhecimento de nossos direitos e deveres.
Meu direito: Pedalar nas ruas!
Meus deveres: Respeitar as leis de trânsito e me comunicar com os motoristas!

Antes de explicar como faço isso no cotidiano, gostaria de citar alguns motivos para não pedalarmos na calçada e evitarmos a contramão:

- O Código de Trânsito permite o uso da calçada apenas para pedestres. Uso de bicicleta em calçada só quando autorizado pelas autoridades. Em algumas praças em Manaus e na Ponta Negra isso é permitido.

- Um ciclista pedalando na calçada põe em risco a segurança dos pedestres. Ninguém imagina ser atropelado por uma bicicleta na calçada, mas eu já ví isso!

- Quando se pedala na contramão, os motoristas perdem a noção do tempo e espaço entre carro e bicicleta. O risco de colisão é alto. A única coisa boa é que você verá com antecedência quem vai passar com o carro em cima de você! Legal né?

- Pedalar na contramão põe em risco a vida de pedestres. Os pedestres tem por hábito atravessar as ruas olhando para a direção de onde vem os carros e não para a contramão. Imagine você pedalando na contramão e enfrentando uma situação desta do vídeo?

Imagine se fosse um idoso, ou uma criança, ou uma mãe com bebê de colo?
Pense nisso!

Pois bem, após alguns motivos para não desrespeitar as leis de trânsito, vamos para a prática.

» Pedalar com segurança nas ruas!
- Pedale sempre a direita.
- Comunique-se com os motoristas. Eles não sabem de suas intenções.
      • Vai seguir em frente num cruzamento?
      • Vai dobrar a esquerda?
      • Vai ultrapassar um carro?
      • Vai parar?
Os bons motoristas fazem a sí mesmo essas perguntas quando observam um ciclista a frente. Quando você não se comunica, pode dar motivos para que o motorista tome uma decisão errada e cause um acidente.
O que você deve fazer?
      • Use suas mãos para informar ao motorista a sua intenção.
      • Estique as mãos para o lado que vai dobrar.
     •
Se for parar, erga a mão para o alto. De preferência, não use a mão do freio traseiro.
     • Numa rua de grande movimento, acostume-se a levantar e baixar a mão algumas vezes (como se estivesse pedindo calma aos motoristas). Olhe para alguns e dê um sinal positivo. Acredite, isso tem dado muito certo em minhas saídas com a bike.
      • Se for parar num sinal de trânsito, procure chegar até a faixa de pedestre e fique de pé! Olhe para o motorista atrás de você e informe qual direção você irá tomar e agradeça a ele (dê um joinha pra ele!).
      • Acene quando ouvir uma buzinada camarada.
      • Quando encontrar alguém parado no trânsito, sorria e convide-o para pedalar!


Respeite o trânsito e suas leis e será respeitado na rua.


Seguindo esse e outros passos passei a pedalar com mais segurança, sem medo, e notei o respeito cada vez maior dos motoristas e dos pedestres por onde pedalo.


No final da viagem, ao chegar no Parque dos Bilhares, conhecí uma cearense chamada Carla (foto) que contou algumas experiências adquiridas quando pedalava em Fortaleza/CE. Porém, uma das coisas que ela disse me chamou atenção. "Nos pedais em Manaus, nínguém é deixado para trás. Saímos juntos, voltamos juntos". Depois Carla passou a comentar sobre algumas pedaladas que participou e que os membros do Pedala Manaus a ajudaram a fazer ajustes e consertos necessários em sua bicicleta. Estava admirada e agradecida.
Com base nisso, deixo uma dica:
Que tal compartilhar esse comportamento em sua próxima viagem de bicicleta, seja ela solitária ou em grupo?
Ajude! Alerte! Eduque o companheiro ciclistas com quem você topa no caminho. Manaus pedala na contramão e nas calçadas por falta de informação.




Conversando a gente se entende!
Agora VAI PEDALAR e compartilhar o que você já sabe!





Categoria

  • (1)
  • (10)
  • (15)
  • (3)
  • (1)
  • (10)
  • (4)
  • (2)
  • (4)
  • (3)
  • (2)
  • (1)
  • (2)
  • (7)
  • (10)
  • (10)
  • (1)
  • (2)
  • (5)